» » » » » » Padrasto é preso por abusar de menina de 11 anos; menor pode estar grávida

SÃO JOÃO DE MERITI - Vítima tentou contar para mãe sobre violência: “disse que eu queria acabar com o casamento".

Policiais da DEAM (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher) de São João de Meriti prenderam Alexandre Tomaz dos Santos, de 30 anos, por violentar sexualmente a enteada de 11 anos, na Baixada Fluminense. Segundo a vítima, os abusos ocorreram durante um ano. Há também a suspeita de que ela esteja grávida.

A menina era obrigada a ter relações sexuais com o padrasto ao menos uma vez por semana. No dia 19 de março, o suspeito tentou abusar novamente da enteada, mas ela conseguiu escapar. A vítima contou para a professora o que estava acontecendo, que avisou ao pai da menina. Ele a levou até a delegacia para denunciar o caso

A menina disse que contou para a mãe sobre os abusos, mas ela não acreditou na filha. 
— Contei, e ela me levou para fazer o exame. Mas, ela não quis buscar o resultado. Depois, disse que eu não quis fazer o exame. Ela falou que eu queria acabar com o casamento dela, que não queria vê-la feliz

A delegada Sandra Ornellas investiga se a mãe da vítima foi conivente com o crime. 
— Essa criança teria revelado para a diretora da escola, que teria avisado à mãe. Vamos ouvir a diretora. Estamos ouvindo a mãe. Queremos saber até que ponto essa mãe tinha conhecimento desses fatos

A vítima só quer esquecer o que passou. 
— Quero esquecer tudo. Quero me formar e ter uma vida boa.

Via Tribuna Hoje

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.