» » » » » » Estrada cheia de buracos e problemas

Sem dinheiro, obra de duplicação da Avenida Abílio Augusto Távora é esperada há um ano

NOVA IGUAÇU - A promessa de revitalização da Avenida Abílio Augusto Távora (antiga Estrada de Madureira ou RJ-105) feita em maio pelo governo do estado está longe de ser cumprida. Quase um ano se passou e nada de duplicação, construção de 26 baias para ônibus ou sinalização vertical e horizontal do Centro de Nova Iguaçu ao Km 32. Pelo contrário, enormes buracos continuam gerando caos e desordem em diversos trechos.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) informou que espera a liberação de dinheiro para retomar as obras. Enquanto isso, diariamente, caminhões, ônibus, carros e motos cometem infrações para desviar das crateras que se formaram nos 38 quilômetros da via.

Acidentes são comuns no bairro Valverde. É preciso sorte para não tomar um banho com as águas das crateras
Foto:  Alexandre Vieira / Agência O Dia

Motoristas andam pela contramão ou até mesmo pelas calçadas para fugir dos muitos buracos. Os pontos mais críticos são os trechos nos bairros Jardim Laranjeiras, Valverde e no Km 32.

Em Jardim Laranjeiras, os buracos colocam em risco a vida dos moradores e dos cerca de 1.800 alunos da Escola Municipal Darcílio Ayres Raunheitti. “Eles vêm de ônibus e precisam atravessar a rua. Ficamos com muito medo, porque é justamente aqui em frente que estão os maiores buracos. Além disso, não tem sinalização e nem um guarda para orientar o trânsito”, reclama a diretora adjunta, Andreia da Silva.

Além das infrações, as batidas são frequentes, conforme relata a moradora Ivone Salgado, de 66 anos.Segundo ela, os acidentes de motos são os que acontecem com mais frequência. “Dois motoqueiros morreram recentemente aqui na porta da minha casa. Eles tentaram desviar do buraco e bateram num ônibus. Eu vi tudo. Foi terrível. Aqui é a estrada dos buracos, vergonha total”, resume Ivone.

Quando chove, a situação piora para quem precisa de condução. É preciso sorte para não tomar um banho com as águas das crateras, enquanto espera o ônibus.

Segundo moradores do bairro Valverde, além da água chuva, os buracos ficam cheios por causa de um esgoto a céu aberto na altura da Estrada do Barracão. “Precisamos de canalização e galeria, pois, quando chove, não dá para ver os buracos”, disse o comerciante Geraldo da Silva, de 55 anos.

Conserto de pneus furados é bom negócio

É tanto buraco que virou um bom negócio abrir uma oficina na Estrada de Madureira. Foi o que fez Cleuza Louzada, de 63 anos, há três anos. Hoje, ela fatura R$ 2 mil em média por mês só com a colagens de pneus. “Trocamos cerca de 10 por dia, a R$ 8”, diz a empresária.

Cleuza explica que os buracos afetam também as molas e os amortecedores. “Mas preferia que a estrada fosse boa, porque moro em Comendador Soares e uso a estrada para vir trabalhar”, disse. 
De acordo com a secretária municipal de Obras de Nova Iguaçu, Carla Neves, a obra é responsabilidade do governo do estado. “Tenho ciência da má conservação. Enquanto as obras não recomeçam, iniciamos esta semana os serviços de tapa-buracos”, disse Carla.

Sem data para começar

Em nota, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) informou que espera a liberação de recursos para retomar as obras de recuperação da rodovia, construção de acostamento e das baias de ônibus na Estrada de Madureira. Mas não informou nenhuma data.

Segundo o órgão, até o momento, foram feitos apenas quatro dos 22 quilômetros previstos para serem recuperados. O DER-RJ informou ainda que, enquanto o dinheiro não chega, vai intensificar os serviços de manutenção com obras de tapa-buracos e recuperação da sinalização.

Via: O Dia

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.