» » » » » » Sonho da casa própria se torna realidade em Meriti

SÃO JOÃO DE MERITI - Com as chaves dos imóveis em mãos desde o fim de dezembro de 2014, os moradores dos 404 apartamentos do Condomínio Venda Velha I passaram a ter mais dignidade ao tomarem posse da casa própria. Três meses após serem entregues as unidades habitacionais em seus nomes, os proprietários fazem um balanço geral do que mudou em suas vidas desde que eles foram contemplados com o empreendimento do projeto “Minha Casa Minha Vida”, realizado pelo Governo Federal em parceria com a Prefeitura Municipal de São João de Meriti e a Caixa Econômica Federal.

Antiga moradora da comunidade Analândia, Elaine Cristina Rosário, do lar, de 39 anos, conta que a qualidade de vida da sua família melhorou muito ao mudar para o condomínio. “Antes, nós morávamos na beira de um valão com esgoto a céu aberto, no meio de ratos e outros animais peçonhentos. Quando chovia alagava tudo dentro de casa. Eu, meu marido e meus quatro filhos vivíamos doentes. Nós já tivemos Hepatite A e Dengue por conta das condições precárias da nossa antiga casa. Foi um sonho quando a prefeitura abriu a inscrição para o projeto e eu fui contemplada”, comemora Elaine.

Além de atender as pessoas cadastradas nos programas sociais do governo, o “Minha Casa Minha Vida” dá prioridade a quem perdeu sua moradia em desastres naturais ou a teve desapropriada pela Defesa Civil do município. Dona Maria Luiza Moraes, de 57 anos, teve sua casa soterrada no Morro da Caixa D’água, em 2010, e hoje tem a sua segurança garantida no Venda Velha I. “Só de saber que eu moro em um imóvel próprio pagando o preço de acordo com o meu orçamento eu fico mais tranqüila. No morro, eu não tinha sossego e gastava mais. Aqui, nós temos segurança e organização. Antigamente, eu não dormia com medo de chuva ou dos tiroteios que eram constantes”, compara a auxiliar de limpeza.

Já Sidnea da Silva, do lar, de 54 anos, conseguiu ser removida de sua casa, que estava correndo risco de desabamento, antes de a tragédia ser anunciada: “Quando chovia, a água entrava toda na minha casa e molhava tudo. Parecia que eu não tinha telhado de tanta goteira. Eu sou muito grata a prefeitura por ter me inscrito no programa e ter me tirado daquele lugar. Quando recebi a chave do meu apartamento eu chorei e tudo. Parecia um sonho. É muito bom ter casa própria”.

Os jovens também vêem vantagens em morar no empreendimento. Gabrielle dos Reis Miranda, de 14 anos, conta que passou a ter mais perspectivas com o novo endereço. A estudante, que morava em Jardim Metrópole com a mãe e a irmã, agora tem escola perto de casa e pôde se inscrever no programa Jovem Aprendiz de um shopping center na localidade.“Acredito que terei mais oportunidades morando aqui. Estou muito satisfeita com a estrutura do local”, elogia. O vendedor Airton Gouveia Furtado, de 53 anos, também tem esperança em proporcionar um futuro melhor para os seus três filhos:“Eu invisto na minha família o dinheiro que eu gastava com o aluguel. Não dá nem para acreditar que estou pagando menos pela minha casa própria”.
A Secretaria Municipal de Promoção Social avisou que esta é apenas a primeira etapa do empreendimento. Ainda no primeiro semestre de 2015, os 404 apartamentos do Venda Velha II e os 660 do Condomínio Trio do Ouro serão entregues aos seus moradores. Todos os imóveis possuem o mesmo padrão de qualidade. Os apartamentos têm 44 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. O projeto também é composto por moradias adaptadas para portadores de necessidades especiais e contará com área de lazer e convivência.

Via: ZM noticias

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.