» » » » » » » » » Justiça decreta prisão de pai suspeito de matar filho de 1 ano e esconder corpo em armário em Belford Roxo - a polícia segue a sua procura


BELFORD ROXO- A Justiça decretou, na madrugada desta segunda-feira, a prisão temporária de Eder Moraes de Lima, de 22 anos. Ele é suspeito de matar o filho, Thainan Santos de Moraes, de apenas 1 ano e 7 meses, e esconder o corpo no armário de casa, na Favela Três Irmãos, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O cadáver foi encontrado por agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) na noite de domingo. O corpo do menino estava enrolado num lençol e, segundo peritos, ele foi morto por asfixia.
Para tentar encobrir o crime, Eder fez um registro de ocorrência de sequestro de Thainan na 54ª DP (Belford Roxo). Ele estava na delegacia com a namorada - que não é a mãe do menino - e contou que traficantes da Favela Castelar, que são de uma facção rival à que controla a Favela Três Irmãos, haviam levado a criança.

Os agentes logo descobriram a farsa de Eder. Após a DH encontrar o corpo, o pai passou a ser o principal suspeito do crime. Equipes da delegacia fazem buscas para tentar encontrá-lo. A prisão de Eder foi decretara pelo plantão judiciário. A mãe de Thainan é deficiente auditiva, não mora com Eder e está grávida de outro homem.

O delegado Fabio Salvadoretti, da DHBF, classificou o momento em que o corpo do menino foi encontrado como "grotesco":
- A equipe de plantão foi acionada às 4h de domingo e, ao chegar ao local, se deparou com essa cena grotesca. Uma criança de 1 ano e 7 meses enrolada num cobertor escondida dentro de um guarda-roupas.

'O menino tinha medo dele'

Tio-avô de Thainan, o encarregado de produção Emerson Teixeira de Barros Santos, de 33 anos, contou que o menino vivia com o pai há algum tempo e nos últimos meses vinha apresentando um comportamento estranho. Segundo ele, há cerca de um mês, numa visita à mãe, Thainan estava com o braço quebrado. O pai alegou que o garoto caíra de uma escada.
- Desconfiei na hora porque o menino não tinha outro machucado. Quer dizer: caiu e machucou só o braço? Além disso, eu vinha notando que o Thainan tinha medo dele. Ficava querendo sair do colo dele de qualquer maneira - disse Emerson.
De acordo com o tio-avô, o pai ficou com a guarda do menino após se separar da mãe dele e nunca antes havia demonstrado um comportamento agressivo. Para Emerson, Eder teria começado a agredir o filho por ciúmes da namorada:
- Ela era muito agarrada ao Thainan. Pelo que eu percebi, ele não gostava. Achava que estava perdendo a atenção da namorada para o filho.

'Monstro'

A namorada de Eder, uma menor de 17 anos, contou que terminou o namoro na quinta-feira e ele cometeu o crime no dia seguinte.
- Eu criava ele (Thainan). Ele era tudo na minha vida. Eu já estava planejando a festa de 2 anos dele, mas não pude fazer porque o monstro tirou ele de mim.
Segundo a jovem, Eder não costumava brincar com o filho:
- Só maltratava, nem parecia que era pai. Eu disse que se ele continuasse maltratando o garoto eu ia me separar dele. Ele avisou que, se eu fizesse isso, ele ia tirar o Thainan de mim.
Jéssica disse que chegou a ficar grávida de dois meses do Eder, mas perdeu o bebê.
- Deus sabe o que faz - afirmou a jovem.
O local e a hora do enterro de Thainan ainda não foram definidos.


via: jornal Extra
por: Ana Carolina Torres, Marcos Nunes e Pedro Zuazo

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.