» » » » » Imprudências de motoristas da empresa Nilopolitana assustam passageiros em Nova Iguaçu




NOVA IGUAÇU - Mais um acidente com gravidade envolvendo um ônibus da empresa Nilopolitana e um automóvel chocou moradores da Baixada Fluminense no último final de semana. A batida ocorreu no sábado (18) no Bairro da Luz, em Nova Iguaçu e deixou pelo menos quatro pessoas feridas. Com o impacto, os dois veículos caíram em um canal.Para a população, apesar da fiscalização, a imprudência dos motoristas é um dos fatores responsáveis pelos acidentes envolvendo carros da empresa.
A Nilopolitana tem uma péssima imagem entre os usuários e moradores da Baixada Fluminense. “Eles correm muito e passam de forma brusca em buracos e quebra molas. Os passageiros tremem nos assentos e as vezes caem dos bancos”, relatou a jornalista Ana Paula Moresche, que é usuária da linha. Ainda segundo ela, o risco de acidentescom a linha é diário. “Nos carros particulares o uso de cinto é obrigatório, no ônibus não. O risco de ferimentos graves é diário, eles não respeitam as sinalizações e parecem que estão sempre com muita pressa”, complementou.
Nas redes sociais, é possível ver diversas reclamações. “Essa empresa é realmente a pior da Baixada. Moro em Comendador Soares e por aqui os onibus dessa empresa só passam correndo, não respeita passageiro e mudam de itinerário com frequência. Conheço pelo menos duas pessoas que morreram atropeladas por motoristas dessa linha, sendo que uma delas foi um rapaz de 22 anos, que era irmão do meu genro”, relatou uma internauta.
A gravidade da batida no dia 18 fez com que o condutor do Gol branco, placa LCJ 8941, identificado como José Carlos Campos, de 59 anos, fosse transferido de helicóptero em estado grave para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio. Segundo informações da assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde, José Carlos deu entrada na unidade com ferimentos na cabeça e no tórax. Em nota, o estado declarou que “a direção do Hospital Estadual Alberto Torres informou que o paciente José Carlos de Campos permanece internado em leito de terapia intensiva e apresenta estado de saúde grave”.

De acordo com o irmão da vítima, Paulo Santos, de 54 anos, ele estava levando uma vizinha para fazer hemodiálise, quando o acidente aconteceu. “Eu não quero dinheiro, quero saber se o ônibus estava correndo ou não”, disse Paulo. Segundo testemunhas, o acidente aconteceu por volta das 8h. “Não sei dizer o que aconteceu de fato, mas alguém com certeza avançou o sinal. Isso sempre acontece por aqui, mas com essa gravidade é a primeira vez”, contou uma estemunha.

Para outra testemunha, que não será identificada por também ser motorista de ônibus, uma das causas da imprudência é a má condição de trabalho. “Sou profissional nessa área e até conosco, os motoristas da Nilopolitana dão fechadas. Se nós não estivermos atentos nos damos mal. Essa empresa é com certeza a recordista de acidentes na Baixada. Isso é devido as péssimas condições de trabalho que os profissionais estão expostos. Eles são obrigados a trabalhar em esquemas de dobra e ficam exaustos”, disse ele. Um motorista da própria Nilopolitana relatou que ele e os colegas trabalham sob pressão. “Eu sou motorista da Nilopolitana e afirmo que nós temos que fazer uma viagem, que dura 1h30min, em 46 minutos. Não é coisa de maluco?”, questionou.
Em fevereiro desse ano, o publicitário Bruno Assumpção, de 25 anos, saiu da casa dos pais em Nilópolis e embarcou em um ônibus da linha Manoel Reis Circular. Após uma arrancada brusca com as portas abertas, Bruno caiu desmaiado na calçada. “Fiz sinal para o ônibus, ele parou, eu subi até o segundo degrau e ele arrancou com a porta aberta. Enquanto eu esperava o motorista me dar o troco, senti o solavanco e fui arremessado para fora. Depois disso não me lembro mais de nada”, declarou ele na época. Bruno sofreu traumatismo craniano.
Mais um acidente
Na tarde de ontem, mais um acidente envolvendo ônibus aconteceu em Nova Iguaçu. Um coletivo da empresa Flores e outro da Transtur Vila Emil colidiram na Via Light, na altura da Avenida Coronel Franscico Soares, no Centro da Cidade. Até o fechamento desta edição, não havia informações sobre feridos ou possíveis vítimas.

Via Jornal de hoje

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.