» » » » » » » Baixada promove eventos em defesa do aleitamento materno


Tudo começa no pré-natal, quando as mães são orientadas sobre a amamentação e também dos cuidados que devem tomar com o bebê Foto: Assimp Meriti/ Luiz Alberto
Tudo começa no pré-natal, quando as mães são orientadas sobre a amamentação e também dos cuidados que devem tomar com o bebê
Foto: Assimp Meriti/ Luiz Alberto
RIO - O leite materno é a principal fonte de nutrientes necessários para a sobrevivência edesenvolvimento saudável do bebê. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), nos primeiros seis meses, o aleitamento deve ser exclusivo, sem a complementação de nenhum outro alimento. O Dia Mundial de Aleitamento Materno é comemorado anualmente em 1º de agosto em 120 países. Em São João de Meriti, Japeri e Duque de Caxias serão desenvolvidos alguns eventos e atividades para promover a prática da amamentação.
Na segunda-feira (3), as atividades relacionadas à data iniciam às 9h e seguem até às 13h, no PAM Meriti, em São João de Meriti. A Secretaria Municipal de Saúde abre a Semana de Aleitamento Materno com o tema: ‘Amamentação e Trabalho: para dar certo o compromisso é de todos nós’.

Trata-se de assunto tão importante que a Aliança Mundial de Ação Pró-amamentação criou em 1992 um programa com a finalidade de promover o aleitamento materno, garantindo melhor qualidade de vida para as crianças do mundo.Para garantir que os bebês sejam amamentados durante os seis primeiros meses de vida, a Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Superintendência de Programas do Município, adotaram o programa IUBAAM (Iniciativa Unidade Básica Amiga da Amamentação), que tem como objetivo capacitar agentes de saúde para promoção,proteção e apoio ao aleitamento materno, através da mobilização das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Estratégia Saúde da Família (ESF), informando durante o pré-natal sobre a importância de dar o peito.


Cuidados com a saúde da mãe e do bebê
O leite é fundamental para o desenvolvimento do bebê nos primeiros seis meses de vida
O leite é fundamental para o desenvolvimento do bebê nos primeiros seis meses de vida
Para a fonoaudióloga Maria Aparecida Pio de Abreu, assistente técnica da Superintendência de Programas e gerente do Programa Saúde da Criança, tudo começa no pré-natal, quando as mães são orientadas sobre a amamentação e também dos cuidados que devem tomar. “Ali, as mães são informadas sobre a ordenha, a posição ideal para o bebê, higiene das mamas, além de receber incentivos a prosseguir na amamentação. Muitas acabam desistindo porque o peito fere, e isso só acontece quando o bebê tem dificuldade de sucção por não estar na posição certa”, explica.
Uma semana depois do nascimento da criança, as mães devem retornar a UBS ou ao ESF onde fizeram o pré-natal para realizar o teste do pezinho. “É importante que a mãe retorne à unidade para receber as orientações necessárias, e para que o médico e enfermeiros possam auxiliá-la em caso de dúvidas. O mais importante é que não deixem de amamentar durante os seis primeiros meses. Esse período é fundamental que a criança receba somente o leite materno”, avisa.


Crianças com intolerância a lactose e alergia alimentar
Segundo Maria Aparecida, interromper o aleitamento materno para a introdução da mamadeira e do leite de vaca, pode ocasionar problemas para o recém-nascido. “Em alguns casos, o bebê apresenta intolerância à lactose e alergia alimentar. O problema causa diarreia com sangramento, e é preciso que seja avaliado por um pediatra e um gastroenterologista”, alerta.

Há crianças que necessitam de formas lácteas especiais, intolerância láctea (é o nome que se dá à incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados) ou alergia alimentar (uma reação anormal do organismo, provocada por um alimento ingerido tais como: ovos, leite de vaca, amendoim, soja, trigo, peixe, mariscos e castanhas). Em casos como esses, a Secretaria de Saúde de São João de Meriti dispõe do PRODIAPE (Programa de Assistência à Criança com Diarréia Persistente e Alergia Alimentar). “O programa só beneficia crianças que apresentem esse tipo de problema. As mães devem procurar a Superintendência de Saúde, que fica no terceiro (3º) andar do PAM Meriti, na sala 304, com o laudo médico para ser cadastrada no PRODIAPE. E, após avaliação, poder receber o leite especial”, afirma Maria Aparecida. Mais informação pelo telefone 3757-2284.

Atividades em outras cidades


O município de Japeri, através da Secretaria Municipal de Saúde realizará atividades relacionadas ao tema, no dia 15, a partir de 8h. A intenção é aproveitar a data de vacinação contra pólio, chamado de “o dia D”, para promover palestras, distribuições de folders e kits, e orientações médicas sobre a importância do aleitamento materno para mães e filhos. O evento vai acontecer, simultaneamente, na Unidade Mista de Engenheiro Pedreira (Av. Tancredo Neves, s/n – Pq. Mucajá) e no Centro de Saúde de Japeri (Rua Dr. Arruda Negreiros, s/n – Japeri). A Secretaria Municipal de Duque de Caxias também está programando este mês de agosto ações em unidades de saúde do a cidade, para conscientização da população feminina sobre a importância do aleitamento materno e palestras no Hospital Moacyr do Carmo.


Via Jornal de Hoje

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.