» » » » Cartaz oferece recompensa de R$ 2 mil por chefe do tráfico, na Baixada


Foto: Divulgação / Disque-Denúncia

BAIXADA - Um cartaz oferecendo recompensa de R$ 2 mil por informações que levem à prisão de Ipojucan Soares de Andrade, de 54 anos, mais conhecido pelo apelido de “Coroa do Guandu”, está sendo lançado, nesta sexta-feira (31), pelo Portal dos Procurados. Ele também é conhecido como “Velho”, “JJ” ou “Gugu”, e também costuma usar nomes falsos como Luiz Claudio Machado e Vitor Brasil.

De acordo com o Disque-Denúncia, Ipojucan é chefe do tráfico de drogas no bairro do Guandu, em Engenheiro Pedreira, na Baixada Fluminense, e também é o principal distribuidor de drogas na região de Queimados, inclusive nas proximidades do Complexo Penitenciário. Além disso, ele estaria envolvido em diversos outros crimes, principalmente, por homicídios e assaltos nas regiões onde comanda a venda ilícita de entorpecentes.

O criminoso possui uma ficha criminal extensa, com várias anotações criminais. Entre 1999, ano de sua primeira detenção, e 2012, quando saiu em liberdade pela última vez, o criminoso passou por 18 presídios e conseguiu fugir, em duas oportunidades, quando cumpria o regime semiaberto. Sua primeira evasão foi em 2000, sendo recapturado oito meses depois.

A segunda foi em 2007, sendo recapturado em 2009, por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis. No momento da prisão, o criminoso se identificou com um documento falso em nome de Aílton Santos Peixoto, porém, na delegacia, foi revelada sua verdadeira identidade.

Depois de sair da cadeia, Coroa do Guandu continuou a chefiar a venda de drogas. Em 13 de maio de 2015, ele ordenou a queima de cinco ônibus em Japeri, após a operação do 24° BPM (Queimados). Isso foi uma retaliação do traficante a uma das empresas de ônibus que teria se recusado a pagar uma taxa para circular pela cidade e o denunciou. Logo após a queima dos ônibus, um traficante de sua quadrilha foi preso e confessou haver uma ordem de Ipojucan para “tocar o terror” na localidade.

Nesta mesma época, ele também teria convocado uma reunião com os comerciantes da região, para informar que 50% do faturamento das vendas, seria repassado para o tráfico de drogas. Ainda segundo informações, a mesma prática de extorsão foi informada para os prestadores de serviço da região, como empresas de internet e distribuidoras de gás de cozinha. Quem se recusava a pagar, poderia sofrer todos os tipos de retaliações. Uma das vítimas foi uma empresa de internet, no Centro de Engenheiro Pedreira, que teve sua sede atacada, após o dono se recusar a pagar a taxa exigida pelo traficante.

Em comemoração ao seu aniversário que ocorre hoje, traficantes planejaram uma festa. Foram distribuídos convites, no qual dizia que a festa é para o “Rei da Baixada”, o “JJ”, com entrada grátis, churrasco e bebida liberada. A festa será realizada em um sítio, no bairro do Guandu, com apresentação de um show de músicas.

Quem tiver alguma informação quanto à localização e paradeiro de Ipojucan Soares de Andrade, pode denunciar, enviando uma mensagem de texto, vídeo ou fotos para o aplicativo de mensagens do WhatsApp do Portal dos Procurados, através do telefone (21) 96802-1650 ou entrar em contato com a Central Disque-Denúncia pelo (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177, para quem estiver fora da capital. O anonimato é garantido.

Via: Manchete Online

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.