» » » » » » Guapimirim comprou combustível para uma "ida à Lua", diz Promotoria


GUAPIMIRIM - O Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Guapimirim, município do interior do Rio, afirma ter encontrado irregularidades em um contrato entre a Secretaria de Saúde da cidade e a empresa Status Rio Auto Serviços LTDA. Segundo o Conselho, houvecompra de combustível para cinco viaturas da secretaria suficiente para uma 'ida à Lua'. As informações constam de ação de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público fluminense contra o prefeito Marcos Aurélio Dias (PSDC-RJ) e o secretário de Saúde de Guapimirim Eliel Ramos.

A Promotoria requereu à Justiça uma liminar para afastar o prefeito e outros agentes públicos, o bloqueio de seus bens, o ressarcimento dos danos ao erário e a busca e apreensão de contratos.

"Encontrou, ainda, o CMS irregularidades nos pagamentos à Carioca Medicamentos e Material Médicos (pagamentos de R$ 2.022.161,90 SME prévia liquidação), Status Rio Serviços LTDA (pagamentos sem prévia licitação e com indícios de superestimativa, ante o caráter limitado da frota de viaturas da Secretaria Municipal de Saúde, tendo sido pago combustível suficiente para rodar 266.760 km ou uma ida à Lua, para apenas cinco viaturas)", diz a ação da Promotoria.

A Status Rio Serviços pertence a Arli Ramos Tavares, pai do vereador Alcione Barbosa Tavares (PSDC-RJ), o Alcione do Posto. Segundo Arli Tavares, a empresa é responsável por vender combustível para a frota de toda a Prefeitura de Guapimirim.

Guapimirim tem 50 mil habitantes e fica no pé da Serra de Teresópolis. Na cidade fica localizado o Dedo de Deus, um pico com 1.692 metros de altitude e cujo contorno se assemelha a uma mão apontando o dedo indicador para o céu.

A compra do combustível para os cinco veículos da Secretaria municipal de Saúde é um dos pilares que formam a base da ação da Promotoria, que trata de suposta omissão do prefeito e do secretário municipal de Saúde, em prestar esclarecimentos das contratações entre o órgão do Executivo e o Conselho Municipal de Saúde desde setembro de 2013. A ausência de prestação de contas impede a fiscalização das contas e da gestão da saúde pública municipal.

Na semana passada, as Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo de Magé, com o apoio de agentes da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do MPRJ (CSI), acompanharam o cumprimento de mandados de busca e apreensão por oficiais de Justiça na Prefeitura de Guapimirim. Foram apreendidos processos administrativos e computadores em diversos órgãos da cidade e na sede de uma associação investigada na capital.

A Prefeitura de Guapimirim foi procurada pela reportagem, mas não respondeu ao contato.
Defesa

O dono da Status Rio Auto Serviços, Arli Ramos Tavares, informou à reportagem que os contratos são legais. Segundo ele, 'não tem problema' o fato de a empresa pertencer ao pai de um vereador e prestar serviços para a Prefeitura.

"Não existe irregularidade. (Há) Regularidade 100%, não é 99%, não", afirmou.

Via Época Negócios

About Baixada na Rede

Hi there! I am Hung Duy and I am a true enthusiast in the areas of SEO and web design. In my personal life I spend time on photography, mountain climbing, snorkeling and dirt bike riding.
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply

ATENÇÃO: Este comentário será moderado, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Baixada Na Rede. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser excluídos em 3 dias pelos nossos moderadores.